A freira desesperada

Um ônibus cheio de freiras caiu no barranco e todas morreram. A freira Anna foi a primeira a chegar no céu e São Pedro logo perguntou:

– Filha, você já tocou em um pênis?

– Só uma vez com o dedo.

– Então lave seu dedo na bacia.

Depois foi a irmã Célia.

– Filha, você já tocou em um pênis?

– Sim, já acariciei com a mão.

– Então lave sua mão na bacia.

Desesperada, irmã Olga começa a gritar por São Pedro quase no final da fila.

– Diga filha, o que está acontecendo?

– Pelo Amor ao nosso Pai, deixa eu fazer um gargarejo antes que a irmã Roberta lave o cú na bacia!

Conselhos para o casamento

Um casal muçulmano ‘moderno’, preparando o casamento religioso, visita um Mullah buscando aconselhamento. Este pergunta se eles têm mais alguma dúvida, antes de irem. O homem pergunta:

– Nós sabemos que é uma tradição no Islã os homens dançarem com homens e mulheres dançarem com mulheres. Mas em nossa festa de casamento, nós gostaríamos de sua permissão para que todos dancem juntos.

– Absolutamente, não! – diz o Mullah – É imoral. Homens e mulheres sempre dançam separados.

– Então após a cerimônia eu não posso dançar nem com minha própria esposa?

– Não – respondeu o Mullah – É proibido no Islã!

– Está bem – diz o homem – E que tal sexo? Podemos finalmente fazer sexo?

– É claro! – responde o Mullah – Alah é Grande! No Islã, o sexo é bom dentro do casamento, para ter filhos!

– E quanto a posições diferentes? – pergunta o homem.

– Alah é Grande! Sem problemas! – diz o Mullah.

– Mulher por cima? – o homem pergunta.

– Claro! – diz o Mullah – Alah é Grande. Pode fazer!

– De quatro?

– Claro! Alah é Grande!

– Na mesa da cozinha?

– Sim, sim! Alah é Grande!

– Posso fazê-lo, então, com todas minhas quatro esposas juntas, em colchões de borracha, com uma garrafa de óleo quente, alguns vibradores, chantili, acessórios de couro, um pote de mel e videos pornográficos?

– Você pode, é claro, Alah é Grande!

– Podemos fazer de pé?

– Não de jeito nenhum! diz o Mullah.

– E porque não? – pergunta o homem surpreso.

– Porque vocês poderiam se entusiasmar e acabar dançando …